quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Sobre os processos

Pesquisar é o nosso verbo favorito no momento. Já visitamos mais blogs do que podemos lembrar, estamos falando com tantas pessoas com o mesmo sonho e algumas até que já o realizaram. Muito obrigada pelas respostas e comentários!!

Para quem não sabe, existem vários tipos de visto para o Canadá. São eles: Skilled Worker (Residente Permanente), Trabalhador Temporário, Turista, Estudante, Reunião Familiar, Refugiado, Investidor e aqueles que são Nomeados pela Província (que já possuem oferta de emprego).

O mais procurado hoje em dia é, sem dúvida, o visto de Skilled Worker. Este é o visto que estamos tentando para sermos cidadãos canadenses, trabalhando legalmente no país e tendo alguns benefícios oferecidos pelo Governo de lá. Para este visto, tivemos que escolher entre dois processos: Processo Federal e o Processo de Québec.

As informações sobre o Processo Federal, podem ser encontradas aqui. Em resumo (bem resumido MESMO), você deve atingir o mínimo de 67 pontos comprovando através de documentação, que você possui nível linguístico (Inglês e Francês) alto, educação, trabalho comprovado e idade abaixo do máximo exigido. A adaptabilidade também conta ponto através de viagens anteriores ao Canadá e parentes morando lá. Além de tudo isso, é preciso ter o chamado proof of funds onde você terá que provar que tem uma determinada quantia em dinheiro para se sustentar no Canadá. Para um casal sem filhos - que é o nosso caso - , a quantia seria de CA$ 12,659.

Pelo processo simplificado, após você ter feito os 67 pontos, você preenche os formulários , paga a taxa e os envia sem necessidade de comprovar nada. É como se você estivesse pegando a sua ficha na fila. Quando chega a sua vez, aí sim eles solicitam a sua documentação que deverá estar toda em ordem. Pelo que tenho lido, o mais difícil tem sido os antecedentes criminais e geralmente pra quem mora em São Paulo. Logicamente que já vou verificar aqui em Recife o grau de dificuldade de consegui-los.

Depois disso, são os exames médicos (que aqui em Recife é feito pelo Dr. Paulo Almeida) e o envio dos passaportes para o tão sonhado visto.

Pelo Processo de Québec, a diferença está no início da aplicação e na quantia exigida pelo Governo. A mesma simulação deve ser feita no site, só que ao final, ao invés de pontuação o sistema lhe dirá se você tem chances ou não. No nosso caso, ajudou muito o fato do João ser analista de sistemas, uma área que está exigindo demanda de profissionais por lá. Caso seja aprovado, é preciso enviar a documentação para o escritório em Buenos Aires, juntamente com o pagamento das taxas e aguardar a esperada carta de convocação para a entrevista.

Por causa dela, vamos estudar francês o próximo ano pois ela é feita toda nessa língua. Pelo que lemos, com um francês básico / intermediário, você consegue responder a todas as perguntas que são feitas pelo seu entrevistador e, caso você se saia bem nela e na apresentação de seus documentos originais, você já sai de lá com o querido e idolatrado CSQ. Para treinar as perguntas, o blog do Luis e Tati nos ajudará muito. O proof of funds no caso do Processo de Québec para um casal sem filhos é de CA$ 3,802.

A partir de então, é fazer o Processo Federal com envio de documentação, exames médicos, pagamento das taxas finais, passaportes e obtenção do visto.

Para não ficar muito longo (aliás, maior do que já está hehehe), no próximo post explicaremos como escolhemos o nosso processo e a que pé andam nossos planos!

* Espero ter sido clara para ajudar aos que precisam dessas informações. Mas não esqueçam de ler sempre os SITES OFICIAIS.

5 Comments:

Sandro e Família said...

Obrigado pelo comentário no Terra de Sonhos e desejamos muito sucesso nesse início de jornada rumo ao Canadá.
Estamos à disposição para ajudar no que for possível.

Abração e Parabéns pelo Blog

Canadá A4 said...

Valeu pela visita em nosso blog e qq coisa ou dica que precisarem é só falar.
O grupo dos imigrantes é uma corrente em que um ajuda o outro... desde as dúvidas até a adpatação nas terras geladas.
Camila

Pinguinland said...

Boa sorte para vcs no processo!! E sejam bem vindos ao Canada e blogesfera!!!

abços

Cecilia

Vanessa e Muryllo said...

Oi Claudia!!

Obrigada pelo incentivo!! Quanto às suas duvidas, estudamos francês há 1 ano com professor particular além fazer como vcs, pesquisar e ler muito. No começo o francês parece um bicho de sete cabeças mas depois vc começa a entender bem e tomar gosto pela língua.

Enviamos um atestado de 130 horas de frances, e nosso professor assinou. Se vc precisar de um modelo me avise. Estmos aqui para ajudar!!

um grande beijo pra vcs!!

Cira said...

Cau, não consegui entrar nos links da mensagem. Todos estão dando erro.

No mais... Vamo que vamo.